Vídeos de Biologia

Loading...

domingo, 18 de setembro de 2011

Árvore

VIVA O VERDE
     O Brasil escolheu o dia 21 de setembro para celebrar a árvore pois os povos indígenas brasileiros sempre cultuaram as árvores à época das chuvas ou quando se preparava a terra para semear. Então adotou-se a data que marca a entrada da primavera. Um fato curioso é que, por razões climáticas, o Norte e Nordeste do Brasil cultuam a árvore na última semana de março, no período referente ao início das chuvas naquela região, e também no dia 21 de setembro como todo o resto do país.
     Além de embelezar praças, avenidas e ruas, as árvores refrescam o ambiente. Isto acontece porque dão sombra e mantêm a umidade do ar. Além disso, as plantas ajudam a diminuir a poluição porque absorvem gás carbônico na queima de combustíveis. Isso significa mais oxigênio para nós humanos.
     As plantas também são verdadeiras barreiras que mudam a direção dos ventos e filtram poeira e fuligem. Mantêm firme o solo, sendo indispensáveis nas encostas, às margens de rios e mananciais. Isso sem contar com os deliciosos frutos que nos servem.
     Outro fato importante é que muitos remédios podem ser feitos a partir das árvores. Para se ter uma idéia, um em cada quatro medicamentos empregados pela indústria farmacêutica tem origem vegetal. Cerca de 70% das plantas classificadas pelo Instituto do Câncer dos Estados Unidos como indicadas para o tratamento do câncer são encontradas exclusivamente nas florestas tropicais. Existem 1,4 mil espécies vegetais que podem servir para esse fim (veja mais sobre florestas tropicais a seguir).

O nosso pau-brasil
     O pau-brasil, símbolo deste país e do qual foi retirado o seu nome, é uma das espécies de árvores ameaçadas de extinção devido à extração predatória. A planta foi durante muito tempo, no período da colonização, a base da economia do Brasil, sendo exportada para a Europa para a extração de uma tinta vermelha usada para colorir roupas (na época era muito raro encontrar formas de se obter roupas com cores diferentes).
Por que há espécies de árvores em perigo?
     A madeira das árvores é amplamente usada para fazer papel, móveis, edifícios, lápis, tecido, filmes fotográfico e também serve de aditivo para comida, usado na fabricação de queijo, mistura para bolo e até sorvete. É a extração predatória das árvores para estes fins que causa a extinção das espécies. E, à medida que o homem derruba árvores e vai acabando com as florestas, os animais que ali vivem também vão desaparecendo um a um.
O Pinheiro-do-paraná
A árvore símbolo do estado do Paraná, é reconhecida pela sua beleza, função ecológica e utilidade para o homem. Apesar de todas estas qualidades, é uma espécie em extinção. Seu porte é bastante grande, chegando aos 50 metros de altura. Diferencia-se de outros pinheiros pela sua estrutura em candelabro e pelos seus saborosos pinhões.
Como salvar as florestas?
     Como a metade das árvores que são cortadas no planeta são destinadas à fabricação de papel, usar menos papel é uma ótima maneira de ajudar a salvar as florestas. Adote estas ações:
  • Escreva nos dois lados de cada folha de papel e tente usar papel de rascunho ou metades de folha quando possível. Recicle todo papel quando você terminar de usá-lo;
  • Coloque um guardanapo de tecido em sua mochila, bolsa ou lancheira e use-o ao invés de guardanapos de papel;
  • Em casa use sempre guardanapos, lenços e panos de pratos de tecido ao invés de papel;
  • Quando comprar papel em uma loja tente comprar papel reciclado com 100% pós-consumo. Ou seja, depois dele ter sido usado por alguém. O que significa que ele foi feito com papel que já foi usado e colocado numa cesta de lixo para ser reciclado. Melhor ainda, compre 100% papel “tree-free” (isento de árvores), isso significa que nenhuma árvore precisou ser derrubada para esse papel;
  • Peça aos seus pais para não comprarem nenhuma madeira que venha de árvores em perigo de extinção;
  • Cada cidadão tem o dever de proteger o verde em seu bairro. Por isso, fique de olho: nenhuma árvore, da área pública ou privada, pode ser abatida sem autorização da prefeitura. Esta autorização só é concedida se a árvore estiver doente ou for um obstáculo à abertura de avenidas e ruas. Os moradores têm o direito de se oporem à derrubada desde que justifiquem os seus motivos;
  • As árvores localizadas às margens de rios, córregos, nascentes, represas, topos de morros, montanhas, serras e áreas em declive são de preservação permanente. Ajude a preservá-las;
  • Você pode reivindicar mais áreas verdes no seu bairro, este é um direito seu;
  • Também é permitido plantar árvores defronte de sua casa e nos canteiros de avenidas e ruas;
  • Aumente seu conhecimento: fale com pessoas que entendam de jardinagem e saiba como cuidar das plantas.