Vídeos de Biologia

Loading...

terça-feira, 20 de setembro de 2011

SAFARI VIRTUAL

Aventura, animais selvagens e lindas paisagens.
Tudo isso se encontra no Continente Africano....

     Na época das chuvas, o crescimento da vegetação é acelerado, crescem árvores de até 4 metros e arbustos de até 1,5 metro.
     Outro bioma também característico de alguns locais da África é o bioma do serengueti com árvores baixas, em grande número, com muitos espinhos e de folhas reduzidas em tamanho para minimizar a perda de água nas épocas de seca. Há a predominância do cacto, da acácia, da palmeira e árvores de grande porte como o baobá – árvore símbolo na África.

     A fauna da savana africana é composta principalmente por mamíferos de grande porte, como o búfalo, a girafa, o rinoceronte, hipopótamo e o elefante; mamíferos de porte médio, como a zebra, o impala e antílopes; mamíferos felinos predadores, como o leão, o leopardo e o guepardo; muitas aves, como o falcão, a águia, o abutre e o avestruz, além é claro animais de outras espécies de animais.
Vamos fazer um Safari...
     Na África existem cerca de 20 parques nacionais voltados para o turismo sustentável, portanto há a preocupação em preservar a fauna e flora. Há profissionais especializados em acompanhar grupos durante todo o safári.
     O Kruger Park é a maior reserva para safári da África do Sul. Este parque conta com 20 mil quilômetros quadrados de área cheia de emoções e aventuras. O parque tem em média 1.500 leões, 150 mil impalas. Sem falar em 32 mil zebras, 10 mil elefantes e 9 mil girafas entre outros.
     Para quem gosta de aventuras mais radicais poderá optar por percorrer uma trilha, em um carro para até quatro pessoas.

     Outra opção bem divertida é descer o Kruger numa mountain bike. O passeio leva quatro horas. Cada grupo de seis ciclistas tem a companhia de dois guias armados, para qualquer eventualidade durante a trilha de até 24 quilômetros.
     O Parque Addo Elefant é bem extenso e da mesma forma, cheio de aventuras. É um santuário para inúmeras espécies de animais e plantas. Os 164 mil hectares abrigam cerca de 450 elefantes, uma das mais densas populações da espécie no mundo. No parque há, ainda, rinocerontes, leões e búfalos.
     Outro parque interessante e um dos mais antigos é o Sabi Sandi. Fundado em 1943 o parque reúne espécies como elefantes, leões e rinocerontes. O safári é feito em jipes abertos, assim os animais e a paizagem podem admirados sem a limitação de vidros ou grades. Aqui há a opção de fazer safaris durante a noite também, pois há forte iluminação por holofotes.
     Existe ainda o Parque Phinda que tem paisagens que variam entre savana e praias, oferecendo também a possibilidade de mergulho entre os recifes de corais.
Conheça alguns dos animais predominantes na África analisando a ficha técnica de cada um:
• Girafa
Nome científico: G. Camelopardilis
     Tem o pescoço muito longo e isso lhe dá duas vantagens importantes: pode alimentar-se das folhas mais altas e tenras das árvores e também pode ter uma visão bem ampla e à distância para quando o inimigo se aproxima.
     Apesar do seu longo pescoço, a girafa possui o mesmo número de vértebras que o camundongo ou o homem.
     Quando a girafa galopa, as pernas traseiras cruzam-se com as dianteiras. No seu passo normal, ela desloca-se movendo primeiro com as pernas de um lado do corpo e depois as do outro lado; ela utiliza o pescoço para manter o equilíbrio.
     A girafa tem os maiores olhos entre todos os animais terrestes, sempre protegidos por grandes cílios.
• Elefante
Nome científico: Loxodonta africana
     Animais com uma força fora do comum, podendo derrubar árvores enormes quando correm para alimentar-se ou beber água por exemplo, mas de modo geral são animais pacíficos e não atacam ninguém a não ser que se sintam ameaçados.
     Conseguem erguer até 300 quilos somente com a tromba.
     Mesmo com todo o tamanho são herbívoros e alimentam-se de capim, folhas secas, cascas de árvores e raízes.
     Os elefantes africanos têm características típicas: tem maior porte e grandes orelhas. Atualmente existem cerca de 250.000 elefantes nas regiões tropicais da África.
     Vivem em manadas constituídas por diversas famílias. Geralmente, a manada é conduzida por uma fêmea velha. Gosta muito de banhos e toma demoradas duchas com a própria tromba.
     Estão sempre em movimento, pois, mesmo quando não estão caminhando, estão movimentando a tomba para procurar coisas ao redor.
• Babuíno
Nome científico: Papio papio
     É uma espécie de macaco típico da África, com incrível organização social. Vivem em bandos e sempre há os machos dominantes, que tem privilégios perante o grupo e também há "sentinelas" que avisam o bando quando á risco de perigo.
     Vivem em campo aberto e tem alimentação bem variada, de acordo com a estação do ano, território, idade e sexo do indivíduo. As fêmeas e os filhotes recém-nascidos alimentam-se de capim; os filhotes mais desenvolvidos comem casca de árvore, insetos e lagartos. Logo depois de desmamados, os filhotes já são capazes de cuidar de si mesmos.
• Zebra
Nome científico: Equus burchelli
     Animal muito comum em toda a África, é muito veloz e suas listras brancas e pretas ajudam muito na camuflagem, confundindo o inimigo à medida que fogem. Por incrível que pareça, não existe nenhuma zebra que tenha listras exatamente iguais!
     Não é muito exigente para a alimentação, contentando-se com o capim ralo que cresce nessas regiões mais áridas. Vive em grupos de até 20 membros, lado a lado com os gnus, búfalos e avestruzes. Todos esses animais convivem harmoniosamente.
Curiosidade
     A África tem 11 línguas oficiais: inglês, zulu, xhosa, suázi, ndebele, sesotho do sul, sesotho do norte, tsonga, tswana, venda e afrikaans.


     O bioma predominante na África é a savana, que tem como característica principal o clima extremamente seco, podendo ficar até dez meses sem chuva, com temperaturas elevadas e umidade relativa do ar muito baixa.